Novidades, dicas e artigos

Velocidade de Conexão: Teste a sua Navegação

A velocidade sempre interferiu na navegação. Essa afirmação é válida para Pedro Álvares Cabral e também para o internauta de hoje em dia que tem um alto nível de exigência de performance tanto no uso doméstico e quanto comercial. Assim, quanto mais rápido for o serviço, mais cedo os objetivos serão conquistados. E para averiguar se o provedor está entregando o que promete não basta sentir o vento. É preciso de um teste de velocidade de conexão.

Um escritório, por exemplo, precisa de uma boa conexão para enviar e receber arquivos, consultar preços de mercadorias ou atualizar os produtos no site de vendas da empresa. Já nas residências, o uso de plataformas de streaming para assistir filmes ou ouvir músicas vem se tornando cada vez mais comum, o que exige uma excelente velocidade de internet.

Dentro dessa realidade, como o consumidor procura rapidez para solucionar os problemas, a competitividade do mercado comercial não tolera nenhuma demora em tomar decisões. Por isso, para evitar maiores problemas, é essencial conferir periodicamente a velocidade da conexão que está sendo disponibilizada pela operadora que você contratou para prestar o serviço.

A lei dos sete mares

Uma das maiores reclamações dos consumidores brasileiros no PROCON é, justamente, em relação à velocidade das conexões de internet. Essa preocupação é justificada porque nem sempre a velocidade contratada é a que acaba sendo entregue ao cliente.

De acordo com a lei brasileira, as operadoras de internet que possuem mais de 50 mil assinantes são obrigadas a respeitar os padrões mínimos de qualidade definidos pela regulamentação. Entre as obrigações técnicas, está a velocidade da conexão, que é medida de duas formas:

1

A velocidade da conexão não deve ser inferior a 40% da que foi ofertada ao cliente. Por exemplo, se a velocidade vendida no pacote da operadora é de 1 Mbps, ela nunca poderá ser inferior a 400 kbps.

2

Considerando todas as conexões à internet, a média mensal da velocidade não deve ser inferior a 80% da velocidade ofertada ao cliente. Assim, a média da velocidade ao longo do mês não pode ser inferior a 800 kbps.
No mar ou na internet a velocidade de conexão são fundamentais.

Outra questão que necessita de uma atenção especial é a franquia de dados. Atualmente, uma das principais características dos planos de internet é limitar os dados, prevendo em contrato a redução da velocidade de conexão após o cliente atingir certo limite de tráfego ao baixar e enviar arquivos, por exemplo.

Nesses casos, de acordo com a lei, a operadora é obrigada a informar a velocidade de acesso a que o cliente tem direito até atingir a franquia e a que será oferecida após o limite ser atingido.

Além dessas obrigações, as empresas que oferecem serviços de internet também precisam cuidar de outras situações mais técnicas. Entre elas estão os limites de perda de pacotes transmitidos, o jitter e a latência bidirecional.

Terra à vista: Como verificar a velocidade de conexão

Existem vários sites que oferecem a possibilidade de fazer o teste de velocidade de conexão da banda larga. Entre eles estão o Speed Test Custom, o Brasil Banda Larga e o Minha Conexão.

Além do controle que pode ser realizado pelo próprio usuário, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Entidade Aferida da Qualidade (EAQ) também realizam medições da banda larga fixa por meio de dispositivos instalados no domicílio de usuários. Para participar do programa voluntário é necessário fazer um cadastro no site Brasil Banda Larga.

O que acha que conhecer o mundo da alta velocidade da fibra óptica?
A Adapt Link possui diversos planos de internet residencial 100% fibra óptica para você desfrutar de comodidade e praticidade.

< Voltar